Sobre o Blog

Blog sobre o Vale do Amanhecer, Doutrina concebida pela Espiritualidade Maior e executada por Neiva Chaves Zelaya, um Espírito de Luz Altíssima, conhecido nos Planos Superiores por Agla Koatay 108. O Vale recebe pessoas sem distinção para solução de problemas espirituais. Nada cobra de seus pacientes e nem exige frequência. Temas espirituais diversos são tratados aqui. Vicente Filgueira, Adjunto Esdalvo - Jornalista (Registro Profissional Fenaj 274/03/38§ v/DRTGo-01364-SJP)


Marcadores

26 de jun de 2012

Armstrong pisou na Lua?


Armstrong andando no que seria o solo da Lua

Fotos: NASA
(Obs: No final desta matéria, veja sobre a morte de Neil Armstrong)

O trecho abaixo é um diálogo da Tia Neiva com Tiãozinho e foi retirado do livro "2000 Conjunção de dois Planos " e eles falam sobre a descida do homem à Lua.
(Colaboração do Mestre Leônio Matos, com revisão de Vicente Filgueira).

Tiãozinho:

"... Veja o caso da Lua, Neiva, prejulgando seus objetivos em termos de geologia, rochas, estratificações, irradiações e outras concepções da matéria, a Ciência está alheia a fatos bem mais positivos, do equilíbrio Sideral, das forças selênicas e das verdadeiras funções da Lua. Longe estão de “enxergar” os Seres, que habitam o pequeno mundo lunar. Entretanto, se usassem os instrumentos adequados da sua “psique” e se harmonizassem com os Planos de Deus, os Homens poderiam não só conhecer a Lua, como outros Planetas, Estrelas e Corpos celestes. Tais conhecimentos dimensionariam a Alma Humana até as proximidades do Espírito e trariam sabedoria. Se assim o fizessem, os homens poderiam, não só conhecer como colocar as coisas no seu devido lugar, no Plano adequado.

Saberiam, então, o que é útil para sua Missão na Terra, e o que não lhes competia interferir. Neiva, minha irmã, a Lua tem importantes funções, muito mais importantes do que os homens julgam. E, em ralação a Terra, essas funções estão em pleno funcionamento, e isso está completamente fora dos poderes do homem, como Espírito encarnado. Por isso, Neiva, a decantada conquista da Lua não passa de um gesto de temeridade, resultante da hipertrofia do pequeno ego humano. Se o homem empregasse apenas parte desses esforços na descoberta e interpretação dos enigmas das ruínas Incaicas ou Egípcias, ele estaria muito mais aparelhado, para levar a atual Civilização a bom termo. Na Lua, Neiva, existem seres lunares, Espíritos ocupando Corpos, de acordo com as condições da Lua, cuja função principal é controlar as gigantescas usinas de seu interior.

São seres de tal natureza, que sua simples proximidade de um Ser Humano, causará sua desintegração! Você nem pode imaginar, Neiva, o trabalho que tem havido para que esses astronautas sobrevivessem e retornassem a Terra! Mas, Tião, por isso? Não seria melhor que isso acontecesse e os homens desistissem dessa tolice? Não, Neiva, não seria melhor. Se houvesse mais desastres do que tem havido e encobertados, haveria pânico na Terra e as coisas precipitariam. Se as coisas que têm acontecido nessas pesquisas, os desastres ocultos pelos poderes públicos fossem noticiados ou vistos pela Humanidade, haveria temores prematuros, o que iriam modificar a “psique” humana antes do tempo. Não esqueça Neiva, que a Terra ainda está incluída no Ciclo de Jesus e os estímulos para a conscientização de cada homem ainda são aqueles preconizados por Ele.

Logo mais, essa oportunidade terá passado e o homem ficará à mercê das forças que desencadeou. A semeadura foi livre, a colheita será obrigatória. Mas, por algum tempo ainda, o homem está protegido pela Lei do Perdão, do Amor e da Redenção. É importante que o homem perceba, por si mesmo, as coisas. Na verdade, grande parte do trabalho dos Mestres é proteger os homens dos seus próprios desmandos para que não se destruam antes do tempo, antes que tenha despertado sua partícula Crística, sua Luz interior. Assim exige a Didática Divina..."
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Morre Neil Armstrong



O primeiro homem a pisar a Lua, Neil Armstrong, foi enterrado hoje, 31 de agosto de 2012, numa cerimônia exclusivamente familiar em Cincinatti, Ohio, nos Estados Unidos da América. Porém, ainda existe uma história por contar.

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, mandou hastear as bandeiras em todos os edifícios públicos do país durante esta sexta-feira “como sinal de respeito pela memória de Neil Armstrong.”

A agência espacial norte-americana NASA também já anunciou - ainda com data a confirmar - que irá homenagear o astronauta numa cerimônia pública em Washington. Sabe-se que Charles Bolden, administrador da NASA, compareceu na cerimônia familiar.

Eugene Cernan e James Lovell – astronautas que voaram em missões Apolo – estiveram esta manhã a dar uma palestra em honra de Armstrong no Centro Médico Infantil de Cincinatti – o mesmo hospital que a família do astronauta recomendou para serem encaminhadas doações em vez de flores pela morte de Neil.

Apesar de hoje a família do astronauta norte-americano ter boas condições financeiras, nem sempre foi assim.


Esta semana, os norte-americanos – e não só - relembraram Neil Armstrong. Contudo, ainda existe uma história por contar. Neil antes de dar o seu “grande passo” na Lua teve de resolver problemas muito mais prosaicos em Terra.

“Estavam prestes a embarcar numa missão que é a mais perigosa que alguma vez um humano tinha participado”, descreveu Robert Pearlman, um historiador da exploração espacial, à National Public Radio (NPR). “E tinham uma família que estavam a deixar para trás, quando existia um risco real de não conseguirem voltar”, acrescentou.

Este é o tipo de situação em que qualquer pessoa iria criar um seguro de vida. No entanto, esse seguro para alguém que estava prestes a partir num foguete pela primeira vez à Lua custava uma fortuna.

Todavia, Neil Armstrong tinha uma “carta na manga.” Ele era famoso, tal como toda a tripulação da missão Apolo 11, e muitas pessoas queriam os seus autógrafos.

“Estes homens deram autógrafos desde o dia em que foram anunciados como astronautas e sabiam que, mesmo não havendo na altura a eBay, havia um mercado para estas coisas”, sublinhou Robert Pearlman à NPR. Especialmente para os “envelopes”(covers no termo original em inglês) – envelopes assinados pelos astronautas e enviados em datas importantes.

Um mês antes do lançamento da missão espacial Apolo 11, os três astronautas foram postos em quarentena. Então, nos tempos livres, durante as seguintes semanas, cada um assinou centenas de envelopes. Depois deram-nos a um amigo. Nos dias importantes – dia de lançamento e dia da aterragem na Lua – um amigo ficou incumbido de os levar até aos correios e enviá-los para as famílias dos astronautas. Era um seguro de vida em forma de autógrafos.

Caso não regressassem da Lua, as suas famílias poderiam vendê-los e juntar uma quantia avultada, assegurando a educação dos seus filhos. No entanto, os “envelopes seguro de vida” não foram necessários - Armstrong e Aldrin andaram na Lua e regressaram bem às suas casas.

Desde o regresso da missão Apolo 11, estima-se que os três astronautas tenham assinado mais de 10.000 autógrafos de graça. Porém, já nos anos 1990, “estes autógrafos começaram a aparecer em leilões”, contou Robert Pearlman.

Atualmente, um autógrafo da missão Apolo 11 pode custar até 30.000 dólares (aproximadamente 23.800 euros).


Quando vemos alguém dizendo que não acredita que o homem tenha viajado à Lua, nossa primeira reação é a de rejeição, de menosprezo a alguém tão imbecil que não acredita em nada que foi filmado, nas inúmeras fotos comprovando tal acontecimento histórico que, de certa forma, mudou os rumos da humanidade.

Declaro, desde já, que o conteúdo deste site ("A Fraude do Século") pode não corresponder à realidade e expressa apenas idéias a respeito do assunto, idéias estas publicadas aqui de forma resumida, preservando e colocando em uso o direito de liberdade de expressão.


Por quê ocorreu a fraude?

Os Estados Unidos tramaram esta fraude porque a União Soviética tinha acabado de enviar Yuri Gagarin à órbita terrestre. A foto da Terra vista do espaço e a frase "A Terra é Azul" condecorou a União Soviética como a nação mais avançada tecnologicamente do planeta.

Os Estados Unidos, no auge da Guerra Fria, vendo que estavam ficando para trás, resolveram dar um golpe para atrair toda a atenção do mundo para eles. Principalmente porque, um ano antes, Stanley Kubrick lançou o filme 2001 – Uma Odisséia no Espaço, com efeitos especiais nunca vistos antes na história do cinema, que renderam um Oscar ao brilhante Kubrick! E esses efeitos especiais poderiam muito bem serem utilizados pelos Estados Unidos para forjar uma viagem do homem à Lua.

Existe uma suposta foto de Stanley Kubrick, na NASA, meio escondido, agachado atrás de um astronauta, antes da "viagem do homem à Lua". Dizem que esta foto foi colhida na própria NASA, mas esta informação, até o momento, não consegui confirmar nem desmentir. Veja os detalhes:

Existência de um "fundo preto" em frente ao astronauta,
que poderia ter sido usado como os famosos "fundos azuis"
atuais. Suposto Stanley Kubrick, na NASA, agachado,
atrás de um astronauta. À direita, fotos de Kubrick para comparação.


E então? Parece ou não parece o Kubrick? O que toda essa mentira traria de resultados positivos aos Estados Unidos? Veja bem: após a concretização da farsa, todos os grandes investidores internacionais iriam querer investir o seu dinheiro no país mais evoluído tecnologicamente. E foi exatamente isso que aconteceu.

Após a mentira que perdura até hoje para a maioria da população mundial, os Estados Unidos viraram a mega potência que são nos dias atuais. Viraram os donos do mundo, se dando ao luxo de poderem atacar países do outro lado do planeta "por precaução", para se prevenirem de um ataque com armas que só existem nos relatórios forjados pelos Estados Unidos (George W. Bush) e Inglaterra (Tony Blair). Mas, isso já é outra história.

Segundo a NASA, as câmeras utilizadas para tirar as fotografias foram de modelo HASSELBLAD 500EL munidas de filme Kodak especial e de um revestimento de prata que foi colocado nas câmeras para deixá-las mais resistentes às variações térmicas, mas creio eu que não o suficiente para suportar as extremas variações de temperatura da Lua. A temperatura na Lua varia tanto, que seria impossível trazer de lá uma única fotografia para ser exibida na Terra. Só para se ter idéia, a temperatura na Lua varia de -153ºC à noite a +107ºC durante o dia, conforme dados obtidos na NASA.

Será que a IBM, que patrocinou o filme de Stanley Kubrick, também patrocinou a suposta ida do homem à Lua? Por falar nisso, você sabia que o computador HAL do filme 2001 – Uma Odisséia no Espaço é uma alusão ao nome IBM? Note que cada letra posterior às letras que compõe o nome HAL forma o nome da fabricante IBM.

Verifique, nas fotos abaixo, como as máquinas fotográficas estão expostas às enormes variações de temperatura:

Astronautas utilizando as câmeras HASSELBLAD 500EL "na Lua"
onde a extrema variação de temperatura prejudicaria os negativos
não permitindo que fotos tão nítidas chegassem à Terra em 1969.


Mais um detalhe que não podemos deixar passar despercebido:compare a primeira foto desta série acima com a do astronauta na NASA, na frente do suposto Stanley Kubrick. Note a extrema similaridade da posição do astronauta em ambas as fotos, segurando a câmera!

Outro fato contestado por inúmeros pesquisadores é a falta de estrelas no fundo das fotografias. Já que não há atmosfera na Lua e a atmosfera atrapalha, de certa forma, a nossa visão, o brilho das estrelas deveria ficar bem mais reluzente visto da Lua, devendo ser muito nítido nas fotografias. A desculpa que a NASA dá para este fato é que, na Lua, a luz do Sol é tão intensa que ofusca o brilho das estrelas. Acredite, Se Quiser!

Fotos de pegadas, que não se formam na Lua, devido à ausência de umidadeVeja os filmes que foram transmitidos para todo o planeta, da suposta conquista da Lua. Perceba que os astronautas transmitiam, em tempo real, vídeo e som para a base nos Estados Unidos. A conversa entre a base e os astronautas ocorria em tempo real naquela época! Como era possível isso há mais de 3 décadas atrás sendo que, hoje, para uma rede de televisão transmitir uma imagem para o outro lado do planeta são gastos 2 segundos para a imagem chegar lá e mais 2 segundos para a imagem voltar, gastando, ao todo, 4 segundos utilizando a mais alta tecnologia existente atualmente!?

Que roupas eram aquelas utilizadas pelos astronautas que resistiam a uma radiação solar tão absurda? Resistia também a altíssimas e baixíssimas temperaturas? E ainda suportavam a extrema falta da pressão atmosférica? Porque depois dessa missão, não há outras, com fotos e filmes novos e atuais?


O que "realmente" aconteceu nessa história do homem à Lua:
Os Estados Unidos levaram os astronautas a uma missão secreta no Deserto de Nevada, Estados Unidos, que, em vários locais, tem uma enorme similaridade com a aparência das fotos que teriam sido tiradas na Lua. Então, alegando a todos os participantes que aquilo tratava-se apenas de um treinamento. Montaram tudo, tiraram as fotos, e fizeram as filmagens do local.
Todo o material teria sido levado a estúdios, onde teriam sido realizados efeitos especiais nos filmes e fotos tiradas. Fora os diretamente envolvidos, apenas mais uma pessoa sabia da trama, sendo este o principal mentor da falcatrua: o presidente Richard Nixon.

Ele foi o único presidente dos Estados Unidos que vivenciou, em apenas três anos, todas as seis supostas viagens do homem à Lua, entre 1969 e 1972. Após a saída de Nixon do poder, nunca mais astronauta algum fora enviado à Lua.

Presidente Richard Nixon cumprimentando os astronautas da Apollo 11
na van onde eles ficaram em quarentena. Amplie a foto para ver se eles
estão felizes ou apreensivos com o feito histórico.


Com as fotos e filmes prontos, os Estados Unidos fizeram aquele mega marketing mundial, atraíram todos os holofotes para si, combinaram tudo com os astronautas, dizendo-lhes que eles seriam heróis e teriam tratamentos dignos de reis pro resto da vida e que nunca pessoa alguma provaria que eles não estiveram na Lua. Com tudo pronto, mandaram o foguete pro espaço. Mas, este, ficou apenas em órbita da Terra. A partir daí, a NASA começou a transmitir, "ao vivo", o filme que já estava pronto cheio de efeitos especiais. Daí pra frente foi fácil. Foi só os astronautas ficarem na órbita terrestre esperando o espetáculo terminar antes de retornarem para casa.





Fonteshttp://www.afraudedoseculo.com.br/
http://news.bbc.co.uk/1/hi/sci/tech/2410431.stm.
Clique aqui baixar o vídeo acima.