Sobre o Blog

Blog sobre o Vale do Amanhecer, Doutrina concebida pela Espiritualidade Maior e executada por Neiva Chaves Zelaya, um Espírito de Luz Altíssima, conhecido nos Planos Superiores por Agla Koatay 108. O Vale recebe pessoas sem distinção para solução de problemas espirituais. Nada cobra de seus pacientes e nem exige frequência. Temas espirituais diversos são tratados aqui. Vicente Filgueira, Adjunto Esdalvo - Jornalista (Registro Profissional Fenaj 274/03/38§ v/DRTGo-01364-SJP)


Marcadores

20 de jan de 2013

A morte é uma vida nova




Mestres, desde 1978, Koatay 108, em Tia Neiva, nos alertava de que vivemos sob Três Graus de Hierarquia, Três Raios de Luz, Três forças da Natureza, lembrando-nos que o que chamamos de morte é apenas "o nascimento de uma nova vida", o que nos levará a buscar a nossa origem, a nossa moradia original numa das muitas Colônias Espirituais existentes. Nesta mensagem abaixo, Tia Neiva nos lembra também da oportunidade que é um trabalho em que se faz preces em voz alta, o que faz encaminhar milhões dos chamados alaruês para os planos espirituais, citando a Mesa Evangélica, onde o comandante está, ao lado do Farol Mestre, emitindo o Pai Nosso durante todo o trabalho, normalmente, durante 15 minutos


Raio Lunar (1) , Vale do Amanhecer, 17 de maio de 1978.

"Salve Deus, meu filho jaguar, Deus criando os espíritos, não pôde lhes dar uma personalidade conscienciosa de si mesmo se não subdividisse sua força, seu plexo. A alma no seu invólucro, buscando separadamente dos instintos do corpo, se alimenta do clima atmosférico sólido de outra natureza. Meu filho, a alma dificilmente se realiza com os prazeres da Terra, ou melhor, com os prazeres do plexo físico.Tudo está perfeitamente claro como é claro que o que chamamos de "morte" é o nascimento em uma vida nova. Eis porque a alma permanece buscando sua verdadeira moradia ou sua verdadeira origem, enquanto o corpo físico tem a tendência de libertar o seu comportamento religioso. Filhos, jovens adjuntos Koatay 108: Adjunto é um governo; ele governa pelo amor e pela justiça, dando-se a cada um segundo as suas obras. Se o adjunto irradia amor, ele entra no primeiro ciclo, se ele emite seu desequilíbrio, se afasta do ciclo.


Meu filho, assim, há três graus de hierarquia, como há três portas no Templo. Sim, meu filho Koatay 108: Há três graus de hierarquia como há três portas no Templo, há três Raios de Luz. Há três Forças da Natureza. Estas forças são governadas pela Justiça e pela Ordem, dando a cada um segundo as suas obras. O Templo é a realização da Verdade e da Razão sobre a Terra. Por ele o homem domina a Ciência e pela Sabedoria emana seus conhecimentos. O seu padrão, meu querido Adjunto, é o princípio e o fim de sua obra, de sua missão. Entenda, filho, que havendo à sua frente três hierarquias, três raios de forças desiguais, e que só você manipula pelo seu sábio comportamento, isto é, as forças vêm ou chegam cruas para serem preparadas e distintamente manipuladas. Vou explicar mais uma vez: O Templo é a realização, é a figura da verdade e da razão sobre a Terra; nele, constantemente, reina um desagregar de forças cristãs de justiça e de nekaum (vingança), fazendo o seu alaruê, o que quer dizer, espírito vingativo, fazendo algazarra. 

Eis porque digo, filho, que o seu padrão vibratório é a sua sentença. É difícil, filho, mesmo dentro do nosso sacerdócio, cumprindo nossa lei, ficarmos em paz ou arriar os punhos que envergam nossas armas, porque cada paciente tem sua força ou chega ou chega em desordem para se coordenada por você. Todos vêm com seus alaruês, testando sua força ou o seu equilíbrio. Alaruês, conhecidos pelos meus olhos de Clarividente, é uma enorme falange de espíritos   que nos testa a toda hora nas nossas vidas, nos nossos caminhos. Espíritos desclassificados, sem maldade, que só fazem discórdia, ciúmes, inveja, muitas vezes trazem alegria. Porém, nossa missão com eles na Corrente Indiana do Espaço é despertá-los para Deus. Uma mesa ou trabalho que tenha prece em voz alta afasta milhões deles, encaminhando, é claro, para os planos espirituais. Não gostam de loucos ou pessoas desequilibradas, aliás, eles nos desequilibram e se afastam. Não há rancor e sim tristeza... irrealização, frustração nessa linha.

Filho, na Lei do Auxílio, quando não conhecemos as ciências ocultas, por estarmos na linha da caridade, achamos que nada nos acontece. Nem tanto, filho. Juramos uma Ciência, e nada acontece sem uma razão. A ciência oculta é indispensável no seu caso, meu filho Adjunto, porém, para melhor me esclarecer, há Ciência na vida fora da matéria. Filhos, é bem mais fácil sentar-se, relaxar-se e regozijar das nossas boas ações sem sentirmos um mundo a nos aplaudir, porém, quando ficarmos a remoer nossas faltas, nossas injustiças, veja, caímos em total desajuste Em tudo provamos que as nossas virtudes prevalecem aos nossos desajustes Não é muito difícil mantermos em linha, desde que saibamos que podemos morrer em dois planos.

Meu filho Koatay 108, no Templo, curando todas as moléstias, evitamos muitas vezes a morte e chegamos à velhice, porém, perpetuados pela lembrança da identidade pessoal, sem poder matar as transformações de uma existência, somos acrisolados na ciência do movimento perpétuo que é a ciência da vida. Filho, tudo se renova e se opera pelo equilíbrio da mente. O acrisolamento de um espírito além da vida física é tão terrível como as enfermidades do corpo.

 Meu filho Ajunto Koatay 108: sem a pretensão de lhe fazer um monge ou um robô místico, vou te descrever as pequenas obrigações de um ativo adjunto:
Tornar-se um perfeito cavalheiro e aprender a dar o devido respeito aos outros.
Não passar simplesmente de um religioso acomodado-se nas maravilhas do misticismo.
Aprender a ser  tolerante, mesmo diante da provocação dos seus cobradores.
Seguir os princípios do Santo Evangelho e de suas revelações, fixando-se nas comunicações reveladas.

Não causar ansiedade para os outros pelas ações de seu corpo, pelos pensamentos de sua mente ou por suas palavras.
Não se identificar falsamente com grosserias, fazendo-se de melhor, abusando de sua autoridade. Não se apegar a nada que te faça sofrer. Procurar assumir seu compromisso de família com amor, mesmo à distância dos mesmos, ou quando, por incompatibilidade, se afastares da esposa e filhos. É preciso discernir entre o que é importante e o que não é; ser firme como uma rocha quando à sua frente tiver que decidir entre o bem e o mal. Esforçar-se para averiguar o que vale a pena ser feito, não usando, em vão, as suas armas.

Não entregue sua alma à fatalidade, que é a verdade infernal, possessões da fatalidade das almas enfraquecidas, sem fé em Deus. Estamos com duas espadas com as quais podemos nos defender. Filho, o segredo das ciências ocultas é o da Natureza mesmo. É o segredo da geração dos Grandes Iniciados e dos mundos de Deus. Os grandes talismãs da Vida, a substância criada, é chamada atividade geradora. A manipulação do fogo na mirra, sal e perfume.

Evite a disciplina relacionada com os outros. Lembre-se sempre que enquanto tiver um corpo material terás que enfrentar as forças do seu plexo físico: nascimento, velhice, doença e morte. Não devemos apagar nada além das necessidades da vida física.
E, para melhor servir em sua hierarquia, crie uma personalidade em frente das três portas da Vida Iniciática. Sem ironia, e com distinção dos que respeita amando.
Junto a esta lei te darei a história de minha vida, do meu sacerdócio,onde poderás entender, e seguir. É só o que posso te dar, filho, por enquanto. Eu, tua Mãe Clarividente, na voz de Koatay 108. Em Cristo, Tia Neiva" .