Sobre o Blog

Blog sobre o Vale do Amanhecer, Doutrina concebida pela Espiritualidade Maior e executada por Neiva Chaves Zelaya, um Espírito de Luz Altíssima, conhecido nos Planos Superiores por Agla Koatay 108. O Vale recebe pessoas sem distinção para solução de problemas espirituais. Nada cobra de seus pacientes e nem exige frequência. Temas espirituais diversos são tratados aqui. Vicente Filgueira, Adjunto Esdalvo - Jornalista (Registro Profissional Fenaj 274/03/38§ v/DRTGo-01364-SJP)


Marcadores

23 de ago de 2012

Palácio da Rainha de Sabá


O portal G1 informou que arqueólogos alemães encontraram os restos do palácio da lendária rainha de Sabá na localidade de Axum, na Etiópia, e revelaram assim um dos maiores mistérios da Antiguidade, segundo anunciou a Universidade de Hamburgo. "Um grupo de cientistas sob direção do professor Helmut Ziegert encontrou durante uma pesquisa de campo realizada nesta primavera européia o palácio da rainha de Sabá, datado do século X antes de nossa era, em Axum-Dungur", destaca o comunicado da universidade. A nota diz que "nesse palácio pode ter ficado durante um tempo a Arca da Aliança", onde, segundo fontes históricas e religiosas, foram guardadas as tábuas com os Dez Mandamentos, que Moisés recebeu de Deus no Monte Sinai. Os restos da casa da rainha de Sabá foram achados sob o palácio de um rei cristão."As investigações revelaram que o primeiro palácio da rainha de Sabá foi transferido pouco após sua construção, e levantado de novo orientado para a estrela Sirius", dizem os cientistas. Os arqueólogos acreditam que Menelik I, rei da Etiópia e filho da rainha de Sabá e do rei Salomão, foi quem mandou construir o palácio em seu lugar definitivo.
Os arqueólogos alemães disseram que havia um altar no palácio, onde provavelmente ficou a Arca da Aliança, que, segundo a tradição, era um cofre de madeira de acácia recoberto de ouro.
As várias oferendas que os cientistas alemães encontraram no lugar onde provavelmente ficava o altar foram interpretadas pelos pesquisadores como um claro sinal de que a relevância especial do lugar foi transmitida ao longo dos séculos.
A equipe do professor Ziegert estuda desde 1999, em Axum, a história do início do reino da Etiópia e da Igreja Ortodoxa Etíope.
"Os resultados atuais indicam que, com a Arca da Aliança e o judaísmo, chegou à Etiópia o culto a Sothis, que foi mantido até o século VI de nossa era", afirmam os arqueólogos.
O culto, relacionado à deusa egípcia Sopdet e à estrela Sirius, trazia a mensagem de que "todos os edifícios de culto fossem orientados para o nascimento da constelação", explica a nota.O comunicado também diz que "os restos achados de sacrifícios de vacas também são uma característica" do culto a Sirius praticado pelos descendentes da rainha de Sabá.



07.12.12 12h06m
Caro Mestre Filgueira,
Salve Deus!
Recentemente estive no Vale do Amanhecer fazendo um
a pesquisa etnográfica sobre o doutrina e o senhor me deu o seu e-mail caso que eu precisaria tirar algumas dúvidas sobre a doutrina. Desculpe-mim por não ter entrado em contato com o senhor antes disso, mas é só agora que eu tenho um tempo livre para sentar e tentar entender toda a informação que me foi dada durante a minha estadia no Vale. Sem dúvida, é muita informação para alguém de fora! Uma coisa que me deixou meio confusa é o conceito do terceiro sétimo dentro da doutrina e queria saber se o senhor podia me ajudar entende-lo?
Agradeço desde já sua ajuda e aguardo contato.
Cordialmente,
Kelly
Kelly E. Hayes Associate Professor of Religious Studies Indiana University - School of Liberal Arts Department of Religious Studies
425 University Blvd. Indianapolis, IN 46202 office:
317-278-2639; fax: 317-278-1325 http://mail.google.com/mail/u/0/h/14e68osusvjlv/?&v=b&cs=wh&to=keehayes@iupui.edu